sábado, 30 de junho de 2012

menina mãe



Carolina
morena d'água
da pele que clareia
a prata
morena de sal
de doce de cachoeira 
no sono da Álvara areia
se multiplicou a sereia
tão linda cantou lá na pedra
que som reverberou na relva
e numa concha como uma pérola
se formou tão preciosa
tão pequena tão cheia de formas
uma menina
Isabela