terça-feira, 14 de outubro de 2008

Guti Fraga é o Cara

my window


*


"e assim foi o começo de tudo, montamos o primeiro espetáculo que se chamava Encontros e falava desse cotidiano da comunidade. Um texto que tivesse essa identificação com a comunidade, para que ela pudesse chegar e se ver nesse espetáculo e se sentir atraída por esse espetáculo, de uma forma bonita, de uma forma experimental, de uma forma que você percebesse a arte do teatro de forma completa.

Nós saíamos na rua, batíamos na porta das casas, entregávamos os convites e as pessoas chegavam, eram recebidas, quando eles entravam, a gente levava até a cadeira. Todos os dias, eu chegava na frente explicava que a iluminação era feita de latinha, que o figurino, que o cenário... Para que o público começasse a participar da linguagem teatral. Porque quando a gente fala em acesso, o acesso não é só financeiro, é cultural, é as pessoas poderem saber. E eles sabiam que esse teatro que a gente tinha é uma forma de teatro em qualquer lugar no mundo que ele fosse, ele poderia ter esse acesso, ele saberia como chegar no teatro.

Esse acesso cultural, eu vejo por mim, em 80, 79, eu estava me formando em jornalismo, e eu achava que galeria de arte era para quem tinha dinheiro e eu fazia faculdade. Que as artes plásticas era algo de elite. De alguma forma caminhou-se uma fase que era a elite mesmo que pseudo entendia as artes plásticas, as transições, as transformações, a história. E é mais simples, a arte é muito simples, você entende como você quer entender, o importante é que você tenha a sua opinião, importante é você ter opinião.
Eu acho que o Nós do Morro também tem essa característica, para que as pessoas passem a ter opinião.”

Guti

Judith Malina disse:

O que eu quero dizer com o teatro é o que eu quero dizer com a minha vida.

*

*

4 comentários:

A Menina Sem Século disse...

eu quero fazer uma camiseta,
um grafitti, uma tatuagem estilo quem se apaixonou imediatamente e bota na pele, uma música , ou simplesmente repetir pra mim mesma ad infinitum ( em ação sempre logico)

"O que eu quero dizer com o teatro é o que eu quero dizer com a minha vida."
fodaaaaaaaaaaaa!

e o guti? ah, o guti é o cara!!!!
vai q a mono é tuaaaaaaaa! rsrsrsrrs
depois vira algo pro ppp rsrs

Fabricio disse...

"Ame a arte em você, mas não a você na arte."
Stanislavski
amo essa frase e adorei o seu blog
bjos no coração

Simonetta disse...

Mari, amei esse post,as palavras da
Malina, essa mulher de sei lá...
80 (?) anos percorrendo energeticamente o mundo.Gostaria que todo mundo tivesse uma consciência sincera do porque escolheu ser ator, enfermeiro, dentista,vendedor,etc...........
nada é etcétera,né?

Dani Barbosa disse...

Amiga aos poucos eu toh entrando nesse mundo de blog, toh tentando ir com calma mas toh gostando...

Guti Fraga é o cara mesmo, concordo com vc!

Te amo